A diversidade é um fator fundamental para a vida em sociedade. Ainda há um longo caminho a percorrer, mas o primeiro passo é a união para que essa estrada seja traçada com liberdade,  equidade e informação.

Celebrar o Orgulho LGBTQIA+ traz reflexões importantes e essenciais para o respeito às diferenças. E, uma vez que esses assuntos estão em pauta é preciso manter a discussão viva todos os dias.

Cada pessoa enxerga o mundo e a si mesma de um jeito. Tem suas particularidades e formas de se relacionar. Quando os assuntos são orientação afetivo-sexual e identidade de gênero, há sempre o que aprender.

Por isso, alguns conceitos e atitudes são importantes. Acompanhe a seguir!

O que significa a sigla LGBTQIA+?

O movimento LGBTQIA+ defende a pluralidade e busca mais representatividade e direitos para as pessoas de diversas orientações afetivo-sexuais e identidades de gênero. A própria sigla já é um indicativo da diversidade:

L = Lésbicas – se identificam como mulheres que sentem atração afetiva/sexual por outras mulheres

G = Gays – se identificam como homens que sentem atração afetiva/sexual por outros homens 

B = Bissexuais  – homens e mulheres que sentem atração afetivo/sexual pelos gêneros masculino e feminino 

T = Transgêneros – pessoas que não se identificam com o gênero atribuído em seu nascimento. Trata-se de um conceito relacionado à identidade de gênero e não à orientação sexual/afetiva.

Q = Queer – pessoas que transitam entre as noções de gênero, em que a orientação afetivo-sexual e identidade de gênero não são resultado da funcionalidade biológica, mas de uma construção social. 

I = Intersexo – pessoa cujas combinações biológicas e desenvolvimento corporal – cromossomos, genitais, hormônios, etc. – não se enquadram na norma binária (masculino ou feminino). 

A = Assexual – pessoa que não sente atração sexual por outras pessoas, independentemente do gênero. 

+ – é utilizado para incluir outros grupos e variações de orientação afetivo-sexual e identidade gênero. 

Como apoiar a causa LGBTQIA+?

Demonstrar respeito e empatia é uma forma de acolhimento às pessoas que, muitas vezes, convivem com o preconceito dentro da própria família e sofrem provocações e agressões diariamente. 

Independentemente de como você se identifica, pode e deve apoiar a causa LGBTQIA+. Para isso: 

1. Não use expressões pejorativas 

2. Participe de eventos que discutam o tema 

3. Consuma a produção artístico-cultural de pessoas LGBTQIA+

4. Dê oportunidade de trabalho às pessoas LGBTQIA+

5. Não faça piadas LGBTfóbicas

6. Se manifeste contra o ódio e denuncie

7. Não faça generalizações

8. Não exponha as pessoas

A lição mais importante é que o amor é livre e não tem preconceito. Tenha orgulho!