Você já ouviu falar em arboviroses? Tratam-se das doenças causadas por mosquitos do tipo artrópodes. No Brasil, mais de 210 espécies de arbovírus foram isolados e 36 estão relacionados a doenças em seres humanos.

Os termos podem causar estranhamento, mas temos um representante muito conhecido nesta categoria, o Aedes aegypti, que transmite Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. O mosquito se reproduz em ambientes com água parada, por isso, a atenção em períodos chuvosos, como o verão, deve ser redobrada. 

Diferenças entre as doenças  

Embora as doenças sejam transmitidas pelo mesmo mosquito, os sintomas das doenças são diferentes e podem ter manifestações leves ou graves. Em todos os casos, os cuidados adequados devem ser tomados. 

Para explicar os sinais e sintomas, além de trazer mais informações sobre cada condição, veja o quadro que preparamos:

Formas de prevenção

A prevenção contra as arboviroses começa com ações para evitar a proliferação do mosquito. 

Por isso, convidamos você a participar do Mutirão Virtual #FocoNoFoco. Neste sábado (31/01) será o nosso Dia D de Combate aos criadouros de Aedes aegypti. 

Marque o nosso perfil @fcasaude nas suas fotos e vídeos, mostrando que com a sua ajuda esse mosquitinho não tem vez!

Veja algumas medidas simples e participe conosco: 

  • jogar fora ou mandar para a reciclagem recipientes que possam acumular água e que já não são utilizados
  • tirar água dos pratos de plantas
  • colocar garrafas vazias de cabeça para baixo
  • tampar tonéis, caixas e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água
  • limpar bem os quintais, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas
  • manter as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) sempre limpos.

No caso da Febre Amarela, é possível ainda se prevenir por meio da vacina.

Cuide-se!