Vamos falar sobre Câncer de Cabeça e Pescoço? Este termo é utilizado para os tumores malignos que podem aparecer na boca, língua, gengivas, bochechas, laringe e diversas estruturas nesta região do nosso corpo.  

Eles representam a segunda maior incidência em homens brasileiros. A informação é do Instituto Nacional de Câncer (INCA) e acende um alerta para a prevenção.

No Brasil, essas enfermidades têm alto índice de mortalidade. Isso se deve ao fato de que muitas pessoas só procuram um Médico quando já estão com um quadro avançado da doença.

O grande desafio é o diagnóstico precoce e a conscientização das pessoas para a importância de se cuidar. Por isso, foi criada a campanha Julho Verde. 

Os cânceres de cabeça e pescoço podem ser assintomáticos no princípio da doença. O diagnóstico das lesões iniciais é fundamental para garantir que os índices de cura se aproximem de 100%. 

Com o desenvolvimento da doença é comum aparecer:

  • manchas brancas na boca
  • dor local
  • lesões com sangramento ou cicatrização demorada
  • nódulos no pescoço
  • mudança na voz e rouquidão
  • dificuldade para engolir.

Os principais fatores de risco são:

  • tabagismo
  • consumo de álcool
  • infecções por HPV
  • excesso de exposição solar.

Para se prevenir:

  • use boné e filtro solar
  • não fume
  • evite o consumo de álcool
  • use preservativos durante o sexo
  • vacine-se contra o HPV.

Com o autoexame, por exemplo, é possível identificar se existem feridas na boca que não cicatrizam há mais de duas semanas ou inchaços no pescoço.

Fique em alerta para os sinais do seu corpo e mantenha consultas regulares com a sua Equipe de Saúde.

Cuide-se!